Confira 4 dicas de UX para programadores

Escrito por

Você já tentou usar um aplicativo e desistiu porque não conseguia encontrar as informações corretas ou um botão não funcionava por não ser responsivo para celular? Em quanto tempo você desistiu? Você voltaria a usar essa marca ou indicaria para os seus amigos?

Não é segredo que os consumidores estão cada vez mais exigentes, principalmente quando falamos dos mais jovens e conectados. A quantidade de opções faz com que o cliente deseje mais do que o básico; ele quer produtos simples de usar, intuitivos e que entregam mais do que prometem.

Nesse contexto, o termo UX (Experiência do Usuário) tem se destacado como um dos objetivos centrais que direcionam os produtos para atender a esse novo público. As empresas cada vez mais criam seus produtos para oferecer uma experiência completa para os clientes, a fim de conquistá-los e fidelizá-los.

Se você é programador, deve estar se perguntando:mas o que eu tenho com isso? Eu só desenvolvo o produto, não sou responsável pela experiência.

É exatamente aí que você está enganado. Hoje, profissionais completos de TI possuem pelo menos noções básicas de UX e as usam para entregar plataformas mais eficientes, que colaboram para uma boa experiência do usuário. Afinal, você contribui para criar um produto que pode ou não fornecer uma experiência única para os clientes.

Pensando nisso, reunimos todas as informações e dicas de UX, para que você seja um profissional mais completo e atinja suas metas. Vamos lá?

O que é UX?

Antes de mais nada, você precisa compreender o que é essa técnica e como ela se difere de UI (User Interface). Ambas as técnicas são confundidas, mesmo sendo coisas bem distintas. Confira!

User Experience (UX)

Traduzindo na forma literal, UX significa Experiência do Usuário. Ela é definida como a sensação que o consumidor tem ao navegar por uma interface, seja ela de um aplicativo, site ou software.

Quanto melhor a experiência, mais bem avaliado o produto é, aumentando as chances de fidelização de clientes.

User Interface (UI)

Por outro lado, User Interface (UI) pode ser entendido como a interface do usuário, na tradução literal. Ela diz respeito a toda a parte que o usuário realmente utiliza: telas, botões, menus e formulários.

Porém, o seu papel é muito mais do que construir esses elementos de layout. Profissionais que fazem UI são responsáveis por criar o caminho que determina a experiência do usuário, para que ele seja fácil e intuitivo.

Portanto, podemos dizer que não existe uma agradável UX sem uma boa UI, uma vez que a interface do usuário é o objeto usado pela pessoa, que define a experiência. Isso diz que as duas devem ser trabalhadas em conjunto, buscando os melhores resultados para as soluções criadas.

Por que eu preciso entender de UX?

Apesar de naturalmente associada a área de design, a responsabilidade de fornecer uma experiência única para o usuário também é do programador. Além disso, a tendência é que essas áreas trabalhem cada vez mais próximas, com o surgimento de profissionais como designer Front-End e Back-end.

Muitos designers estão se especializando em design de interfaces e assumindo atividades da área de desenvolvimento. É natural que as empresas busquem esse tipo de profissional para integrar o time, mais completo e interdisciplinar, podendo contribuir de forma ampla no produto.

Portanto, se você quer ser um profissional de destaque no mercado e não ficar para trás, ou até mesmo ser um empreendedor, você precisa ter pelo menos noções básicas de UX e colocá-las em seus projetos.

Abaixo, listamos quatro dicas para você começar esse processo.

1. Entenda o seu consumidor

Você claramente não constrói um software para uso próprio na empresa, certo? Toda solução é construída para resolver algum problema para um público específico, e você, como programador responsável pelo produto, deve conhecer quem são essas pessoas, para criar uma solução que faça sentido para elas.

Saiba quem é o usuário ideal do seu produto, quais são seus gostos, qual o problema que ele está solucionando e como se comporta dentro de plataformas. Descubra informações sobre como ele usaria a sua solução e utilize esses dados como base para desenvolver o produto.

É garantido que as áreas de marketing e vendas podem fornecer todas as informações sobre quem são os clientes que utilizam o produto, e aqui introduzimos nossa próxima dica.

2. Trabalhe com as demais áreas de empresa

Se a experiência do usuário não depende só de marketing ou vendas, ela é responsabilidade de toda a empresa e deve ser pensada em conjunto. É óbvio que você deve trabalhar com as demais áreas para desenvolver a solução com a melhor experiência para os clientes, certo?

Uma boa dica é, antes de começar a desenvolver, fazer uma reunião de alinhamento com as áreas de marketing, vendas e design para definir um road map do produto, que considera o que é mais importante para impactar a experiência do usuário de forma positiva.

Além disso, busque feedbacks constantes com essas áreas que fazem contato direto com o consumidor, para direcionar e aprimorar suas demandas, focando em UX. Mantenha o contato com esse novo network.

3. Estude o mercado

Quantas vezes você recebeu a tarefa de desenvolver um software e programa e só buscou referências técnicas para criá-lo? Se costuma fazer isso, você não considera a experiência do usuário em seus projetos.

O ideal é que teste alguma solução concorrente ao seu projeto, que seja bem avaliada pelos consumidores, para entender como é sua usabilidade. Faça uma avaliação de como as informações são dispostas, como os elementos interagem, quais funções são essenciais e quais não tão necessárias.

Essa análise, juntamente com as informações do seu usuário, vai te direcionar na criação de uma solução mais otimizada, em função não só de técnica, mas também da experiência que proporcionará.

4. Mantenha-se atualizado

Assim como você busca novas informações e cursos sobre linguagens, técnicas e métodos de programação, é preciso também se atualizar sobre as novidades de UX, como conhecimentos que simplificam processos ou podem deixar o seu sistema mais eficiente no front-end.

Existem diversos meios em que você encontra dicas de como se manter atualizado e aprendendo sempre.

Essas são as dicas de UX para programadores que você deve seguir para se tornar um profissional mais completo e entregar melhores resultados na sua empresa. E para se manter atualizado sobre experiência do usuário, acompanhe o canal UXNOW e receba novidades sobre essa técnica tão importante!

Evolua mais rápido

Junte-se a milhares de desenvolvedores no nosso time de alunos premium e alcance mais rápido o próximo nível da sua carreira.

Ver cursos Premium