A habilidade mais importante que um programador deveria ter (e praticar)

A habilidade mais importante que um programador deveria ter (e praticar)

Tulio Faria
Tulio Faria13 de maio de 2021

É muito comum na área de programação todos pensarem que a habilidade mais importante esteja relacionada ao pensamento lógico e a capacidade de resolver problemas. E não que estas habilidades não sejam importantes, mas existe uma habilidade que potencializa o resultados delas: perguntar.

Sim, exatamente. Perguntar é uma habilidade importantíssima. E antes que você ache isso muito estranho, vamos entender melhor.

O ato de perguntar é relacionado inclusive ao processo científico. Você já deve ter ouvido algo como "o que move o mundo são as perguntas e não as respostas". Perguntar destrava caminhos alternativos. Perguntar te leva a caminhos que talvez nem havia pensado sobre.

Imagine este cenário

Neste cenário hipotético da imagem anterior, o seu processo te leva a um resultado 1. E questionamentos e perguntas podem gerar no mínimo 3 novas opções de cenários:

  • Um resultado pior (neste caso, o resultado 2)
  • Nenhum resultado
  • Um resultado melhor (neste caso, o resultado 3)

Qual seria a vantagem de explorar o resultado com mais perguntas?

O grande ganho deste tipo de pensamento e processo é a exploração de potenciais resultados melhores, re-afirmar o resultado obtido como um resultado bom e ainda aumentar a possibilidade argumentativa dos motivos por qual processo ter sido melhor.

Mas como saberei qual resultado seria o melhor?

Neste caso, para todo problema que você esteja buscando uma solução é importante ter em mente quais critérios essa solução deverá ser mensurada. Ainda usando o cenário anterior, o resultado 3, poderia ser melhor sobre um critério que não era o seu objetivo inicial, e inclusive ter sido descartado.

Trazendo para algo mais próximo do cotidiano de programação: você pode chegar em um resultado em que a performance é muito boa, porém a manutenção fica mais complexa.

Agora o grande poder: caso alguém te questione sobre o motivo de não ter usado o processo para chegar ao Resultado 3, você sabe baseado nos seus critérios.

Isso ainda vai te ajudar a solucionar problemas de uma maneira bastante inteligente, visto que cada nova decisão estará pautada.

Como exercitar "perguntar" na prática?

Maneira 1: sempre questione como tudo é resolvido. Sempre que vejo alguma solução, ferramenta ou até mesmo slogan de um produto de software eu me questiono:

  • Qual o motivo de fazerem desta maneira?
  • Será que fazem o que estão dizendo?

Maneira 2: revisite suas perguntas (e suas respostas). Muitas perguntas, critérios e respostas podem ser temporárias ou atemporais. E bastante interessante revisitá-las, pois tudo pode mudar.

A muito tempo atrás, eu havia testado uma placa para IoT chamada NodeMCU (validado inclusive com várias perguntas). Na época, ela não havia passado nos critérios de uma solução que estava desenvolvendo. Refiz as perguntas recentemente, e tudo havia mudado - e agora ela é uma solução viável.

Maneira 3: faça provas de conceitos (proof of concept) (famosas PoCs) daquele aspecto/pergunta que você está buscando uma solução. Qual banco seria o mais adequado para uma aplicação x? Faça uma prova de conceito com seus bancos de dados candidatos respondendo a perguntas que te ajudem a desenvolver sua aplicação e critérios para avaliar os resultados.

Fazemos muitas provas de conceitos dentro do Fullstack Master para explorar esta habilidade. Em breve vamos aplicar em todos os nossos treinamentos - pois é uma ferramenta muito poderosa de aprendizado, masterização e argumentativo.

Maneira 4: crie o hábito de questionar soluções trazidas por colegas de trabalho e por sua equipe. Importante você deixar claro o motivo das perguntas para não passar por "cri-cri" ou chato. Caso você prefira, você pode guardar as perguntas e potenciais respostas para você como uma forma de praticar esta habilidade (funciona muito bem em cenários que você - por questões hierárquicas não será ouvido - e está tudo bem).

Antes de encerrar, procure por perguntas de outras pessoas / empresas

Muitas vezes consumimos conteúdos de casos de uso de uma tecnologia x. Ou como uma big tech começou a usar y. Entenda sempre as perguntas que eles fizeram até chegarem a aquelas respostas. Isso vai te ajudar a entender se é viável para todos os cenários ou somente para quando você tem um nível de escalada desta big tech.

Tulio Faria
Autor
Tulio Faria13 de maio de 2021

Últimas do Blog